UBI integra investigação para obter papel reciclado de pasta de eucalipto

UBI integra investigação para obter papel reciclado de pasta de eucalipto

A Universidade da Beira Interior (UBI) está envolvida num projeto para desenvolver papel reciclado de elevada resistência, com incorporação de pasta obtida a partir de rejeitos do processo de produção de pasta branqueada de eucalipto, foi ontem anunciado.

Em comunicado, aquela instituição de ensino superior com sede na Covilhã, explica que este trabalho junta empresas e universidades e que os resultados vão ser aplicados na área da embalagem sustentável.

Com a denominação HIGH2RPAPER, o estudo insere-se no conceito de economia circular e visa desenhar e produzir produtos de valor acrescentado com aplicações na área da embalagem sustentável.

Na UBI, os trabalhos vão decorrer no Centro de Investigação FibEnTech – Materiais Fibrosos e Tecnologias Ambientais/Fiber Materials and Environmental Technologies, do departamento de Química da Faculdade de Ciências.

Segundo a informação, esta universidade “está envolvida em todas as tarefas do projeto, incluindo a avaliação técnico-económica das soluções propostas, na caracterização química e física dos resíduos do cozimento da pasta (rejeitos) e na caracterização física e química do papel reciclado para aplicações em tubos e cantoneiras.

A avaliação experimental das técnicas de processamento a aplicar aos resíduos do cozimento, a otimização das condições de processamento de rejeitos, a avaliação do potencial papeleiro da pasta de rejeitos, o estudo do efeito da incorporação da pasta de rejeitos nas propriedades do papel reciclado e a otimização do desempenho do papel/cartão são outras das ações a desenvolver.

A UBI vai ainda trabalhar na obtenção de protótipos, nos testes de protótipos à escala industrial e ensaios, bem como na promoção e divulgação de resultados.

“O papel/cartão com propriedades de resistência melhoradas será usado como produto final ou transformado em tubos (para o setor de embalagens, por exemplo) e cantoneiras (para o setor logístico e de acondicionamento e transporte de produtos)”.

Este trabalho, saliente a UBI, é “um exemplo da economia circular, em que papel velho e um resíduo de um processo são reutilizados na produção de um novo papel com propriedades melhoradas”.

“A utilização do rejeito não só contribui para a sustentabilidade ambiental, já que diminui o consumo de madeira, como corresponde a uma gestão sustentável dos recursos naturais e valorização de resíduos”, vinca.

O HIGH2RPAPER junta entidades empresariais e académicas e é liderado pela Celtejo – Empresa de Celulose do Tejo, S.A., tendo como copromotores a Papeleira Coreboard, S.A, a UBI e a Universidade de Coimbra (UC).

O trabalho de cooperação e investigação decorrerá entre 2021 e 2023.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *