Projeto educativo de combate à exclusão beneficiou 60 crianças de Idanha-a-Nova

Projeto educativo de combate à exclusão beneficiou 60 crianças de Idanha-a-Nova

O projeto educativo Nova Escola do Mundo Rural, desenvolvido para combater a exclusão social, beneficiou mais de 60 crianças do concelho de Idanha-a-Nova, no distrito de Castelo Branco.

“Este projeto inovador, desenvolvido estrategicamente no território, para combater a exclusão social, permitiu que mais de 60 crianças, bem como as respetivas famílias, beneficiassem de um modelo educativo que promoveu princípios pioneiros e orientadores”, refere, em comunicado, a Câmara de Idanha-a-Nova.

O projeto educativo Nova Escola do Mundo Rural terminou no dia 31 de agosto e foi executado nos últimos 36 meses pelo Centro Municipal de Cultura e Desenvolvimento (CMCD) de Idanha-a-Nova, em parceria com o município local.

Além de respeitar as orientações oficiais do ensino pré-escolar, “promoveu a aprendizagem ativa, o contacto com a cultura local e a arte, com materiais naturais, com a sustentabilidade, com a ruralidade, com a alimentação saudável, com o empreendedorismo, com as tradições e com a comunidade”, lê-se na nota.

O projeto, que ao longo dos 36 meses recebeu apoio financeiro do programa Portugal Inovação Social (Portugal 2020), através de Fundos da União Europeia, tem já a sua continuidade assegurada pelo município de Idanha-a-Nova.

O CMCD realça a importância que os primeiros anos de vida podem representar para a aprendizagem e desenvolvimento equilibrado das crianças e dá por concluído o projeto “com a certeza de que a sua implementação foi fundamental para incutir boas práticas sustentáveis na infância, contribuindo, assim, para um futuro ainda mais sustentável”.

O Nova Escola do Mundo Rural visou a prossecução de uma estratégia holística ao nível do ensino pré-escolar, dos quatro meses aos cinco anos.

O objetivo do projeto foi garantir a universalização do acesso de todas as crianças de Idanha-a-Nova “a experiências educativas de qualidade diferenciada nos primeiros anos de vida, que contribuam para melhorar o seu desenvolvimento global, com o objetivo principal de reverter o ciclo geracional de exclusão social”.

Teve ainda como finalidade proporcionar às famílias do concelho de Idanha-a-Nova, e a todas as que ali se pretendem fixar, uma resposta gratuita e adequada às características das suas crianças.

O projeto funcionou na Creche de Termas de Monfortinho e Creche, Jardim de Infância e ATL de Rosmaninhal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *