IPG INAUGURA OBSERVATÓRIO NACIONAL DO ENVELHECIMENTO

IPG INAUGURA OBSERVATÓRIO NACIONAL DO ENVELHECIMENTO

O polo da Guarda do Observatório Nacional do Envelhecimento foi inaugurado no Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e contou com a presença da ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho.

O objetivo será promover a investigação e o conhecimento que permitirá avaliar e desenvolver o envelhecimento ativo e saudável, adequar as prioridades e avaliar as políticas públicas nas várias áreas que impactam no envelhecimento.

“O Politécnico da Guarda está muito bem posicionado para apoiar a definição de políticas públicas de apoio ao envelhecimento ativo, assim como de políticas para enfrentar os problemas sociais e de saúde com que a população mais velha se irá deparar no futuro próximo”, afirmou o presidente do IPG, Joaquim Brigas.

“O objetivo é produzir e partilhar conhecimento, para depois desenvolver projetos que têm financiamento do PRR para serem levados a cabo”, referiu Ana Mendes Godinho.

Segundo a ministra “estão a ser desenvolvidas novas respostas para o envelhecimento, temos já cinco investigadores mobilizados para este projeto no IPG”.

As áreas abrangidas serão a social, do trabalho, da saúde, da transição para a reforma, da educação e da formação ao longo da vida, da participação cultural e cívica em função do território, das necessidades e das dinâmicas da população.

Joaquim Brigas referiu ainda que “este polo da Região Centro do Observatório Nacional de Envelhecimento não é, nem uma exceção, nem uma singularidade: faz parte de um processo de afirmação: afirmação pedagógica e afirmação científica, desta instituição de ensino superior”.

O polo da Região Sul ficará sediado na Universidade Nova de Lisboa e o da Região Norte na Universidade do Porto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *