Governo reafirma intenção de reabilitar Linha do Douro até Barca d’Alva

Governo reafirma intenção de reabilitar Linha do Douro até Barca d’Alva

O ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos, garantiu esta terça-feira que a reabertura da Linha Douro entre Pocinho e Barca d’ Alva é um objetivo para concretizar, para a qual terá de ser encontrado financiamento.

“O [troço] Pocinho – Barca d’Alva não está em nenhum programa neste momento, mas nós achamos que, no quadro da elaboração do Plano Ferroviário Nacional, com certeza que essa extensão vai constar e nós, agora, temos de arranjar financiamento”, afirmou.

Pedro Nuno Santos falava na Covilhã, à margem da cerimónia que assinalou a reabertura do troço Guarda-Covilhã na Linha da Beira Baixa e durante a qual o presidente da CP, Nuno Freitas, lançou o desafio público para que aquele lanço da Linha do Douro seja reativado.

“Portugal não se pode dar ao luxo de ter uma infraestrutura destas desativada”, afirmou o presidente da CP, lembrando que está em causa uma ligação num território que é Património da Humanidade e que representa uma das poucas marcas nacionais de alcance global.

Nuno Freitas lembrou que o Parlamento está unido na recomendação para que este troço reabra e considerou que o “Governo está no lugar certo e no momento certo” para “devolver a todos os portugueses um extraordinário legado ferroviário”.

Na resposta, Pedro Nuno Santos assumiu que a ligação Pocinho-Barca d’Alva é um “objetivo” para concretizar, tendo lembrado que o debate do Plano Nacional Ferroviário, que foi agora lançado, é a oportunidade para assinalar como prioridade a concretização da modernização e eletrificação desse troço.

Sem se comprometer com datas, o governante assumiu ainda que essa pode ser mais uma peça para tirar o melhor proveito do Douro.

“Quando tivermos o Douro devidamente explorado, não há cá Toscânia que nos bata”, acrescentou.

A Linha do Douro desenvolve-se ao longo de 191 quilómetros, de Ermesinde (Porto) a Barca d´Alva (Guarda). O encerramento da ligação internacional ocorreu em 1985 e o lanço entre Pocinho e Barca d´Alva encerrou em 1988. A eletrificação está concretizada até Marco de Canaveses (Porto).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *