EMPRESAS DAS BEIRAS E SERRA DA ESTRELA ASSINAM CONTRATOS DO PAPN

EMPRESAS DAS BEIRAS E SERRA DA ESTRELA ASSINAM CONTRATOS DO PAPN

Os contratos de financiamento da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela, no âmbito do Programa de Apoio à Produção Nacional (PAPN), foram assinados, esta terça-feira, pelas empresas no Teatro Municipal da Guarda.

Neste programa de apoio à produção nacional estão abrangidas micro e pequenas empresas, mais de 90% do sistema económico da região.

Estes contratos de financiamento irão servir para as empresas beneficiarem de apoio de fundos europeus para projetos de investimento, “estando assim a contribuir para a expansão de instalações, aquisição de novos equipamentos, diversificação da produção, redução de custos com energia e até modernização de processos e serviços prestados”.

Uma medida criada há pelo menos um ano, onde as empresas assumem o compromisso de não reduzir o número de postos de trabalho.

Segundo Luís Tadeu, presidente da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela, foram submetidas 122 candidaturas das quais 61 foram aprovadas.

Contudo o presidente da CIM Beiras e Serra da Estrela acrescenta que “o programa tem um resultado muito positivo, mas ainda podia ter tido mais sucesso se outras áreas tivessem sido abrangidas”.

O Programa de Apoio à Produção Nacional (PAPN) é uma iniciativa da Coesão Territorial destinada ao investimento empresarial produtivo e dirigida essencialmente ao setor industrial.

Ana Abrunhosa, Ministra da Coesão Territorial referiu que “para mudarmos estas realidades no interior temos de continuar a apostar nestas medidas”.

O programa foi lançado com uma dotação de 100 milhões de euros, 50% dos quais afetos aos territórios do Interior, e recebeu candidaturas de quatro mil 128 projetos de investimento, que solicitaram investimentos na ordem dos 587 milhões de euros.

O investimento feito neste programa é de cerca de 9 milhões de euros, ao qual está associado um financiamento do fundo europeu FEDER, no valor de cerca de 5 milhões de euros. Para o setor do Turismo serão transferidos cerca de 800 mil euros, enquanto que os restantes quatro milhões dirigem-se ao setor das indústrias de transformação.

A cerimónia contou ainda com intervenções da presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), Isabel Damasceno, e do presidente da Câmara da Guarda, Sérgio Costa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *