Sociedade

Dia da Defesa Nacional novamente adiado até 30 de abril

A decisão está relacionada com a manutenção do estado de emergência e o confinamento geral do país devido à covid-19

Dia da Defesa Nacional novamente adiado até 30 de abril

O Ministério da Defesa adiou até 30 de abril o início do 17.º Dia da Defesa Nacional, conjunto de atividades de esclarecimento e promoção das Forças Armadas junto dos jovens portugueses, informou o Governo.

“O prolongamento da suspensão do Dia da Defesa Nacional em todos os centros de divulgação abrange um total de 54.335 jovens que corresponde a 25.710 convocados entre os dias 07 de janeiro e 28 de fevereiro e 28.625 cidadãos e cidadãs convocados para cumprir o seu dever militar entre os dias 01 de março e 30 de abril”, lê-se num comunicado do ministério.

A decisão está relacionada com a manutenção do estado de emergência e o confinamento geral do país devido à covid-19.

O Dia da Defesa Nacional, “que fica com início previsto para 01 de maio, irá abranger, ao longo do ano, um total de 58.943 jovens nascidos em 2002 e ainda 30.641, cuja comparência foi adiada devido à suspensão ocorrida durante o ano de 2020”, esclareceu o ministério.

Este conjunto de eventos desenvolvidos em diversas instalações militares por todo o país visa “sensibilizar” os cidadãos, a partir dos 18 anos de idade, para “a temática da Defesa Nacional” e melhor dar a conhecer as funções de Exército, Marinha e Força Aérea.

Redação