Política

Descontos nas portagens adiados para 2021

Crise económica e mudanças na distribuição dos descontos ditaram adiamento dos cortes nas portagens do Interior para 2021.

Descontos nas portagens adiados para 2021

Segundo avançou o JN foram adiados os cortes nas portagens das autoestradas do Interior para o próximo ano. O Ministério das Finanças está a estudar o impacto desta medida na economia do país tendo em conta a crise desencadeada pela pandemia.

“O Governo aprovará em 2020, logo a seguir à apresentação do Orçamento do Estado, com efeitos em 2021, um sistema de descontos nas taxas de portagens, por forma a garantir a uniformização dos descontos existentes e atribuindo um desconto mais significativo aos veículos ligeiros. Esta medida dirige-se às vias ex-SCUT, situadas preferencialmente em territórios do Interior, permitindo a redução dos custos de contexto e aproximando as populações”, explica Ana Abrunhosa.

“Com esta medida garante-se um sistema de portagens mais simples, com menores custos para o utilizador e que simultaneamente garanta a sustentabilidade orçamental”, acrescenta a ministra.

De acordo com o que havia sido estabelecido em conselho de ministros em fevereiro, os carros das classes 1 e 2 teriam um desconto de 20% no valor das portagens entre o oitavo e 15º dia de utilização; e de 40% se utilizassem a autoestrada por 16 dias seguidos.

Em maio, durante uma audiência parlamentar a ministra da Coesão Territorial assumiu que o dossier para redução das portagens das ex-Scut do Interior seria enviado para o Ministério das Finanças.

“Nas portagens, temos o dossier pronto para enviar para as Finanças e digo-lhe, senhor deputado, esta ministra vai conseguir aquilo que prometeu. Se não, deixo de ser ministra”, garantiu, na altura, Ana Abrunhosa.

A ministra respondia assim ao deputado social-democrata Carlos Peixoto, que acusou o Governo de perder poder negocial porque “parece ter anunciado descontos e só depois vai negociar com as concessionárias”.

“Mantemos os calendários dos descontos. O nosso compromisso era que os descontos eram implementados durante o terceiro trimestre deste ano e, portanto, mantemos este calendário”, afirmava Ana Abrunhosa em maio.

No caso do Interior, a ministra diz que o plano abrange ” as vias cuja capacidade está por utilizar, e que, nalguns casos, não têm uma alternativa viável e cujo aumento de utilização envolve menor sinistralidade”.

A ministra disse também que, no âmbito do plano para a valorização do Interior, foram aprovados oito mil projetos, cerca de um terço do total das operações aprovadas no país.

São oito as autoestradas onde vão ser implementados estes cortes: A28 (Porto-Viana do Castelo), A4 (Porto-Vila Real), A24 (Viseu-Chaves), A25 (Aveiro-Viseu), A23 (Castelo Branco-Covilhã), A13 (Coimbra-Torres Novas), A22 (Via do Infante) e A41 (Circular Regional Exterior do Porto).

Redação Viva Serra

Entre em contato com a redação do Viva Serra | jornalismo@redevivacidade.com