CHUCB aposta em cirurgia de artroplastia total da anca

CHUCB aposta em cirurgia de artroplastia total da anca

O Centro Hospitalar Universitário Cova da Beira (CHUCB), na Covilhã, superou o patamar das vinte cirurgias consecutivas, no âmbito da artroplastia total da anca, através da implementação de Superpath, técnica mini-invasiva para colocação de prótese da anca.

Em nota de imprensa, o CHUCB explica que esta técnica foi desenvolvida nos Estados Unidos e que, em Portugal, é realizada apenas em alguns hospitais, com pouca frequência.

No caso do CHUCB, a técnica é realizada por Diogo Pascoal, um jovem ortopedista que realizou a primeira Superpath naquele hospital, em novembro de 2019.

“Entre as principais vantagens desta técnica, está o facto de não promover a agressão muscular ou tendinosa da região da anca, o que resulta numa melhor recuperação funcional do doente e na cicatrização mais rápida dos tecidos”, refere a informação.

O CHUCB frisa ainda que a técnica em causa diminui o risco de complicações e efeitos colaterais e que permite que o doente comece a andar nas primeiras 24 horas, sendo o tempo de internamento de apenas dois ou três dias.

“Devido ao tempo de recuperação mais célere, e dependendo também da atividade profissional, os doentes regressam à vida normal, no segundo mês de pós-operatório, inclusive já sem apoio de canadianas”, acrescenta.

Segundo é referido, outros dos benefícios registam-se logo no período pós-operatório, “no qual os doentes referem sentir menos dor e maior conforto, não sendo sequer necessária a limitação de movimentos, pelo risco de luxação da prótese”.

Para além disso, a fase de convalescença é muito mais rápida e verifica-se uma menor dependência do doente face aos seus cuidadores, sendo que a cicatriz resultante do procedimento é mais estética.

Esta intervenção é destinada, sobretudo, a doentes mais jovens (até aos 70 anos), ativos e com perspetivas de reinício da atividade laboral precoce, “não tendo indicação para esta cirurgia doentes com grandes deformidades da anca, com múltiplas comorbilidades ou com índice de massa corporal muito elevado”.

O CHUCB adianta ainda que a equipa de Ortopedia daquela unidade de saúde será, em breve, reforçada com outro cirurgião experiente em Superpath, “o que deixará esta unidade de saúde numa posição privilegiada neste tipo de cirurgia em Portugal”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *