intercâmbio cultural

Casa do Brasil e UBI buscam estreitar relações

Entidades visam criar protocolo para estudantes brasileiros

Casa do Brasil e UBI buscam estreitar relações

Auxiliar os estudantes brasileiros da Universidade da Beira Interior, que aumentam a cada ano, tanto na licenciatura, quanto nos cursos de mestrado e doutorado. Este é o objetivo principal de um protocolo que a UBI e a ssociação Luso-Brasileira Casa do Brasil estão a preparar. Representantes das duas entidades se reuniram nesta semana para a uma primeira reunião.

Na primeira reunião, foram tratados temas como as principais necessidades dos brasileiros que estudam na UBI. Presidente da Casa do Brasil, João Morgado destaca que entre Portalegre e Viseu, passando pelos distritos de Castelo Branco e Guarda, são 5 mil brasileiros, número que dobra quando inclui-se o distrito de Coimbra.

Recebemos nesta sexta-feira uma proposta da UBI e nos próximos dias podemos assinar um protocolo. Vamos ver o que cada parte pode contribuir nesta pareceria, a Casa do Brasil está a disposição para ser ligação entre as comunidades brasileira e portuguesa, afirma Morgado.

Estudante de doutoramento em Comunicação e vice-presidente da Casa do Brasil, a brasileira Tâmela Grafolin reforça que novas demandas surgiram nos últimos anos devido a um novo tipo de estudante que procura a UBI: aqueles que vem com a família toda.

“Principalmente questões relacionadas aos alojamentos, empregos, bolsas. Não são demandas apenas para os estudantes, mas também para os familiares que os acompanham durante o período de estudos”, comenta Tâmela, uma das criadoras do blog Brasileiros na Covilhã, que já presta um serviço de informações.

União Brasil-Portugal

A Casa do Brasil foi fundada no dia 22 de abril deste ano na cidade de Belmonte. A data remete a chegada de Pedro Álvares Cabral, nascido em Belmonte, ao Brasil em 1500. A entidade possui o objetivo de estreitar relações entre os dois países, a ampliar intercâmbio cultural.

Além das conversas com a UBI, a Casa do Brasil também dialoga com o SEF e as câmaras municipais da região. Com a Embaixada do Brasil em Portugal, negocia-se a abertura de um consulado com sede em Belmonte.

Redação Viva Serra

Entre em contato com a redação do Viva Serra | jornalismo@redevivacidade.com